sábado, 31 de janeiro de 2009

MÃE ANDRESSA/Casa das Minas/MA -In Memoriam


A Casa das Minas é o terreiro de tambor de mina mais antigo de São Luís e terceiro terreiro de culto afro-brasileiro inscrito no livro de tombo do Iphan. Os outros dois terreiros tombados são Terreiro da Casa Branca do Engenho Velho, Ilê Axé Iyá Nassô Oká, tombado em 1987, e o Terreiro Ilê Axé Opô Afonjá, tombado em 1999, ambos localizados em Salvador (BA).
A fundadora do terreiro, a maranhense Maria Jesuína, era consagrada ao vodun Zomadonu, o dono da Casa.
Com uma organização matriarcal, sempre foi chefiada por mulheres. Uma das líderes mais conhecidas - já passaram pelo comando oito governantes - foi Mãe Andressa, que governou a Casa entre 1914 e 1954. A atual é Denil Jardim, vodunsi de Toi Lepon, a nona dirigente.
As divindades ou voduns da Casa das Minas são agrupadas em três famílias principais: a real ou de Davisse, a de Dambirá e a de Quevioçô, que tem como hóspedes voduns das famílias de Savalunu e Aladanu.
Foto: Mãe Andessa. Arquivo Rede

2 comentários:

  1. sem duvidá foi uma grande nochê dentro da mina jeje e a casa até hoje permanece autentica a sua origem. e hoje aos cuidados da maravilhosa,´sabiá,e simples mãe DENI que com todas as dificuldades junta com todas as outras levam a casa adiante, e é um orgulho pra todos nós que somos do culto afro e marahense.ashé

    ResponderExcluir
  2. Estive em São Luis recentemente e me choquei em ouvi de Mãe Deni que só existe ela como filha daquela que considero uma das mais importante casas religiosas de tradição africana fora da Africa, me pareceu distante alheia a tudo como se o peso de sua idade já lhe incomodasse o raciocinio temo pelo futuro daquela casa pois sei pelo menos pra mim enquanto espírita seu valor inestimavel. é preciso que seja feito alguma coisa antes que A Casa das Minas seja apenas um conto dos livros de História

    ResponderExcluir

Seguidores